Smart TVs podem ser porta de entrada para hackers, alerta FBI (via TecTudo)

O Federal Bureau of Investigation (FBI) emitiu um alerta onde afirma que as smart TVs podem ser o novo alvo de hackers. De acordo a unidade de Polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, com o rápido avanço da Internet das Coisas (IoT) – onde casas inteiras ficam conectadas – é possível que as fabricantes de TVs e até mesmo as desenvolvedoras de aplicativos consigam espionar os usuários por meio de ferramentas maliciosas. O FBI diz ainda que smart TVs inseguras podem facilitar o acesso de hackers ao roteador da vítima ou até mesmo utilizarem de microfones e câmeras presentes nos aparelhos para ouvir e assistir os proprietários sem o seu conhecimento.

Esta não é a primeira vez que unidades de segurança alertam para os riscos de invasão em aparelhos conectados da casa. No início de novembro, um estudo feito pela Universidade do Texas destacou que lâmpadas inteligentes poderiam se tornar alvos de hackers. Agora, de acordo com o FBI, o perigo está no uso sem cuidado das smart TVs. De acordo com a instituição, o usuário precisa entender quais são as principais características do aparelho, desativar as configurações de fábrica, alterando as senhas para, desta forma, conseguir controlar de maneira mais eficaz as câmeras, microfones e configurações pessoais gravadas na smart TV.


A especialista em infraestrutura de TI e CEO da it.line, Sylvia Bellio, afirma que o recado dado pelo FBI é bastante pertinente. Ela pontua que muitas pessoas acabam se preocupando somente com computadores e celulares e esquecem que todo aparelho com conexão Wi-Fi deve estar configurado com protocolos de segurança.


“O problema todo é a rede pessoal e não exatamente a televisão. A Smart TV acaba virando uma porta de entrada para os roteadores das pessoas. Uma vez hackeado, um roteador acaba virando uma fonte para que todas as informações de uma pessoa que estão circulando na internet, desde os sites que ela acessa até as contas e senhas utilizadas, possam ser visualizadas”, argumenta Sylvia.


A especialista diz ainda que, para ter maior segurança, é preciso tomar cuidado em alguns pontos. O primeiro deles seria verificar se os aplicativos baixados na smart TV são oficiais. Além disso, é sempre importante utilizar protocolos WEP, WPA e WPA2, pois eles permitem que os roteadores e pontos de acesso garantam que somente máquinas que estejam devidamente autenticadas façam parte da rede.


Sylvia ainda recomenda que o usuário altere a senha padrão do roteador por uma forte, de preferência que combine letras e números e que não seja relacionada a datas comemorativas, nomes de animais de estimação e etc, além de manter o firmware do roteador sempre atualizado.


A especialista complementa dizendo ser importante manter atualizados antivírus, firewall, sistema operacional e demais softwares de computadores, smart TVs, celulares e todos os aparelhos com acesso à internet para ter menos risco e maior segurança e controle dos dispositivos de casa.

Sylvia Bellio

Sylvia Bellio

CEO & Co-Founder | Apoio o crescimento das empresas através de arquitetura digital | DWEN Member | Female Force Member

.